O que a igreja faz durante a maior festa folclórica do norte do país

O que a igreja faz durante a maior festa folclórica do norte do país Divulgação Notícia do dia 01/08/2019

Por Elisângela Lessa e Phelipe Reis

 

 

Debaixo do forte calor amazônico, muitas pessoas que vêm a Parintins para o Festival Folclórico já procuram se refrescar pegando gratuitamente garrafinhas de água mineral à disposição em diversos postos espalhados pela cidade. A distribuição de água é o carro chefe da campanha Jesus Água da Vida, promovida há vinte anos pela Primeira Igreja Batista de Parintins, em parceria com a Missão Batista do Baixo Amazonas “Pr. Eduardo Lessa” e Missão Amazon Vida.

 

Além da distribuição de água, os voluntários da campanha também fazem apresentações de dança e teatro, e abordam quem passa pela rua para conversar e apresentar por meio de estratégias criativas a mensagem de amor, esperança e salvação, ensinadas por Jesus Cristo.

 

Em 2019, cerca de 300 pessoas participaram da campanha, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos. A Igreja Batista também recebeu voluntários das comunidades ribeirinhas e de Manaus. As equipes se organizam em seis postos de atendimento espalhados pela cidade: praça do Japonês, praça da Liberdade, praça Digital, orla da Cidade, avenida Amazonas e na ponte do bairro do Paulo Correia.

 

Durante o período de preparação para o projeto, os voluntários participam de workshops de dança e teatro, treinamento e orientações sobre como abordar os visitantes, entre outras ações como vigília e relógio de oração. Todas as crianças e adolescentes que participam são devidamente documentados com autorização do Ministério Público.

 

Todo o projeto é feito de forma voluntária, desde a produção das pulseiras evangelísticas ao trabalho da equipe que prepara a alimentação para os voluntários durante os três dias. É um esforço que tem como objetivo marcar de forma positiva e deixar uma mensagem de amor e esperança, tanto aos parintinenses como aos que visitam a cidade neste período.

 

São muitos os relatos de pessoas que são impactadas por alguma ação da campanha, ou que se sentem consoladas após receberem uma palavra de encorajamento e orações. Há casos de pessoas que vêm para a festa para fugir de problemas e conflitos pessoais e, ao chegar aqui, passam a ter uma outra perspectiva de vida, após ouvirem a mensagem do evangelho.

 

Como tudo começou

 

A Campanha Jesus Água da Vida teve sua primeira edição no ano 2000. Inicialmente eram entregues cerca 100 mil garrafinhas de água e 80 mil folhetos por evento – atualmente, são entregues 30 mil garrafinhas e 40 mil panfletos. A diminuição nos números ao longo dos anos, foi uma mudança de estratégia para dedicar tempo de qualidade às pessoas, tendo em vista a grande procura por parte do público. Em duas décadas de campanha já foram distribuídas mais de 1 milhão de garrafas de água, 1,5 milhão de folhetos com mensagens bíblicas e cerca de 150 mil pulseiras evangelísticas. Além disso, centenas de crianças foram alcançadas com diversos materiais, como bonecas, bolas, chaveiros, colares, entre outras peças específicas para o público infantil.

 

O projeto foi idealizado pelo pastor Elmer Lessa e esposa, Elisângela, com o apoio e incentivo de amigos e parceiros. Devido ao impacto positivo, ele já foi reproduzido no Festival das Tribos, em Juruti, PA, no Festival de Cirandas, em Manacapuru, AM, no Círio de Nazaré, em Belém, PA, e em Manaus, durante o feriado de finados.

 

• Elisângela Lessapsicóloga e ministra de Educação Cristã da 1ª Igreja Batista de Parintins.

• Phelipe Reisjornalista e missionário da Primeira Igreja Batista de Parintins.

 

Fonte: http://ultimato.com.br

Veja Mais

Das Antigas