Fábio chama Antônio Andrade de 'cara de pau' e diz que processo que eliminou dívida começou com Adelson

Antônio Andrade divulgou informação que ele e Zé Walmir foram responsáveis pela exclusão da dívida. Cardoso, atual presidente, desafiou Antônio a provar a afirmativa com documentos.

Fábio chama Antônio Andrade de 'cara de pau' e diz que processo que eliminou dívida começou com Adelson Notícia do dia 20/09/2020

 

 

Em vídeo publicado no início da tarde deste domingo, 20, o atual presidente do Boi Garantido Fábio Cardoso chamou Antônio Andrade, ex-presidente, de 'cara de pau' ao divulgar segundo ele, Fake News dizendo que a exclusão da dívida superior a R$ 18 milhões do Garantido é de sua responsabilidade e do ex-presidente José Walmir. 

 

Cardoso explicou que a extinção da dívida junto à Receita Federal aconteceu por conta de um recurso impetrado pela diretoria do Boi Garantido, no ano de 2016, durante a gestão de Adelson Albuquerque, com atuação direta do diretor jurídico Raul Góes Neto como descrito na capa do processo, em ação de pré-executividade. 

 

 

"Você imagina que ele teve a cara de pau de dizer que eliminou a dívida fiscal do Garantido junto a 3ª Vara de Parintins. Mentira tem perna curta... O fato gerador da dívida foi em 2001 no mandato de Antônio Andrade, e a dívida só foi executada em 2013. Por essa razão, a 3ª Vara da Comarca de Parintins, acatou o pedido da Diretoria Jurídica do Garantido por meio do diretor Raul Góes Neto e julgando procedente a Ação de Pré-Executividade do processo, eliminando a dívida em definitivo", explicou Fábio ao lado de Adelson Albuquerque. 

 

Se dirigindo à Antônio Andrade e a Zé Valmir, Fábio afirmou que eles são os responsáveis por essa dívida e deveriam agradecer a Diretoria atual do Garantido pela eliminação do processo e que não deveriam mentir, afirmando que sao os responsáveis pela ação divulgada. "Eu desafio ao ex-presidente Antônio Andrade aprovar que ele é o responsável por essa ação e não a Diretoria do Garantido. Já o desafiei uma vez pedindo a ele que mostrasse a sua certidão negativa do TCU e ele se calou. Está colocado o desafio ao ex-presidente do Garantido que vive plantando mentiras durante o processo eleitoral", disse Fábio.

 

Adelson Albuquerque, que em 2016, iniciou por meio da sua Diretoria Jurídica, o processo que culminou na eliminação da dívida, disse achar estranho a união dos dois ex-presidentes Antônio Andrade e José Walmir neste momento. "Um expulsou o outro do Garantido... Hoje estão unidos... Parabéns ao Garantido que agora pode resgatar a sua identidade. Em 2001 iniciou a maior perda do patrimônio do Garantido iniciando com a perda do nome da Associação Folclórica, justamente com o senhor Antônio Andrade é isso tem que ser exposto", salientou Adelson Albuquerque.

Veja Mais

Das Antigas