VÍDEO: Mulher é flagrada chutando cachorro e caso vai parar na delegacia

O cachorro tem apenas 45 dias e desde que chegou à casa vinha sofrendo sucessivas agressões.

VÍDEO: Mulher é flagrada chutando cachorro e caso vai parar na delegacia Foto: Divulgação Notícia do dia 09/05/2022

 

Mais um caso de agressão a animais foi registrado no Amazonas. Uma mulher foi flagrada em vídeo chutando um filhote de cachorro sem raça definida na Vila de Balbina, município de Presidente Figueiredo. O animal foi resgatado na manhã desta segunda-feira (09) e o caso denunciado na delegações da cidade.

 

 

De acordo com o protetor de animais, Amauri Gomes, o cachorro tem apenas 45 dias e desde que chegou à casa vinha sofrendo sucessivas agressões.

 

"Os moradores do local já estavam chateados com a série de agressões e decidiram gravar a mulher. Exatamente na hora em que ela passa no quintal da casa, a pessoa grava a mulher chutando o cachorro", contou.

 

O caso foi denunciado ao grupo de apoio aos animais coordenado por Amauri durante o fim de semana. Nesta segunda-feira, a equipe foi até o município da Região Metropolitana de Manaus, com apoio da Polícia Militar, e efetuou o resgate do filhote. A mulher, assim que percebeu a chegada da polícia, fugiu do local.

 

 

"Ele não foi encontrada, mas ainda assim registramos a ocorrência na delegacia interativa. Esse é mais um caso onde a denúncia foi muito importante para preservar a vida desse animal. As pessoas precisam entender que maltratar os animais é crime, e existe uma legislação que garante isso. Nós vamos continuar o nosso trabalho, indo checar cada denúncia que chega ao nosso WhatsApp. Somente com a denúncia nós vamos chegar a esses animais, fazendo com eles tenham uma segunda chance. Afinal toda vida importa", ressaltou Amauri Gomes.

 

O crime de maus-tratos aos animais está previsto na Lei 9605/98 de Crimes Contra o Meio Ambiente. 

 

Denuncie

 

Para denunciar casos como esse de maus-tratos a animais envie mensagens para a equipe de proteção animal pelo WhatsApp (91) 98176-4497 ou pelos canais da Dema (92) 3239-3870 e (92) 9962-2340.

Veja Mais

Das Antigas